8 de jul de 2009

Invincible

video

Falar da "morte" de Michael Jackson é a mais pura bobagem. Pelo menos agora. Talvez a gente pudesse ter especulado sobre ela logo após o lançamento de Thriller, em 1982. Porque depois de realizar uma obra-prima é inevitável que o artista morra – e ao mesmo tempo, nada contraditoriamente, alcance a vida eterna, maior privilégio dos mitos, das lendas, dos super-heróis. Ao ressuscitar os mortos com aquela ópera pop, aquele balé do subúrbio, aquela batida perfeita, aquela escuridão sob holofotes, Michael garantiu seu lugar ao lado de nomes como Elvis Presley, que – dizem sabiamente – não morreu.

Michael já era ímpar quando estava ao lado de seus pares, no Jackson Five. Molecote ainda, mostrava ter o ABC e todas as outras letras do alfabeto musical no sangue. Sua estrela transbordava generosamente na voz, no gingado, nos olhos e ofuscava os irmãos, que acabaram desaparecendo com o tempo. Michael tinha de estar sozinho no palco, e sempre esteve, mesmo quando acompanhado de dançarinos e efeitos especiais fabulosos. Uma estrela suficientemente estrela para não precisar de constelação.

Talvez Michael também tenha estado sozinho na vida, muitíssimo menor que o palco, no caso dele. Era um garoto perdido, como aqueles que habitavam Neverland? Era Peter Pan, o menino que não suportava a ideia de crescer? Era o Capitão Gancho, a fugir desesperadamente de um crocodilo que fazia tique-taque por ter engolido um relógio? Era, quem sabe, o próprio crocodilo, que tinha engolido o tempo, mas não conseguia digeri-lo?

Pena eu não ter tido a chance de assistir a um show do Michael ao vivo, como o da Madonna, no Maracanã, e o do Elton John, na Apoteose. Teria sido outro daqueles instantes em que o tempo para, em que milagrosamente deixamos de envelhecer por umas duas horas, como se a Terra do Nunca de fato existisse. Mas não tem problema. O que realmente importa é que a vida (de Michael) continua – nas canções, nas coreografias, nos videoclipes, em seu jeito surpreendente de brilhar, de viver cada dia como se fosse uma imprevisível thriller night.

36 comentários:

Euzer Lopes disse...

Ah, quer saber???
Qualquer normal é enterrado em 24 horas.
Só porque é o Michael Jackson fica esse lenga-lenga???
Enterre logo e vamos ficar esperando a Madonna pegar o próximo Expresso para o Além!

Gúh! disse...

Melhor texto que eu li sobre Michael Jackson, melhor que o meu, reconheço...


Cara, muito bom mesmo ! Leio o blog desde o post da Xuxa ;)

Antonoly disse...

Eu acho que o Michael Jackson foi grande até o disco Dangerous, aquele da música "Bad", depois o cara só fez M...
Que ele descanse em paz.

Inez disse...

Essa foi a mais bela homenagem que li sobre o Michael Jackson.
O homem Michael Jackson morreum, a lenda MJ ficará eternamente.

Danny Machado disse...

Retribuindo visita! cara ainda não engoli a morte dele, está engasgada.
o que me mais doi é não saber se pelo pouco que ele viveu ele foi feliz, pois ele merecia. Michael era meigo,bondoso, bonito e tinha um sorriso lindo! Espero que ele esteja em paz, apesar de no blog www.blogdoisrael.blogspot.com ele pena por Neverland.

Jaime Guimarães (Groo Veiga) disse...

Olá!

Isso é verdade: o legado do MJ à música e à cultura pop ficarão aí um bom tempo, talvez eternamente, de forma que "não morrerá" como Elvis e Lennon.

Pena que nos últimos anos MJ causasse interesse por conta de suas bizarrices e excentricidades, o que ofuscou um pouco sua música.

abs!

Arthur Santana disse...

é realmente uma pena...
curtia o trabalho do cara.
=/


--
www.moolegal.blogspot.com
ultimo post também sobre Michalel.
se tiver: www.twitter.com/arthur_santana follow me!

Miriã Soares disse...

Fiquei triste mesmo com a morte precoce do MJ.Espero que os filhos dele sejam poupados e protegidos desse bando de urubus que tentaram extorquir dinheiro dele.

A.C Once Caldas - SM disse...

Muito Bom o blog mesmo veio, texto muito interessante que começamos a ler e não paramos mais. Parabéns pelo blog.



http://www.oncecaldassm.blogspot.com

Ana Célia disse...

realmente...falar da morte dele é bobagem.Melhor fazer o que vc fez: falar da vida dele!
Mto bom!

Adal disse...

É inevitável a morte, só porque ele era famoso tem esse bla-bla-bla todo. Ótimo texto, fala o que ninguém falou na TV

B.~* disse...

Ce ve que tenso essa historia do Michael, escrevi sobre isso tambem, hahahaha

http://virandoocopo.blogspot.com/

Vini e Carol disse...

Como artista não tem como negar que ele foi Excepcional, porém é mania do ser humano só falar isso depois que morre, daqui a pouco tem uma rua com o nome dele, se é que já não estão providenciando.

Beijos, Carol

- maah disse...

Realmente, reconheço. Tá muito bom o texto, de verdade. E eu adorei o blog (:

C. disse...

Michael era um ícone!
Pena que terminou como terminou...

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Igor disse...

sempre disse que o michael pra mim foi um dos melhores performece que ja existiu, dificil vai ser achar alguem pra superar ele, assisti inteiro o clipe nunca tinha visto por completo kkkk

mundo drogado disse...

concerteza melhor texto do mickael

Furdunço disse...

parabens fabio,ta mto bacana teu blog!!!

sucessos e se puder :
http://furdunconosemaforo.blogspot.com/

Ana Lucia Nicolau disse...

falar sobre artistas polemoicos é sempre complicado...sobre Michael, mais ainda....

PanPum Flûor disse...

muito legal!

achei mo perca de tempo ficar falando da morte!

muito legal XD

Marcus disse...

MJ já enjuou... nego antes só metia pau nele, agora virou santo!

Breno disse...

Michael era Zeus, que numa luta contra seu pai, o Titã Chrono, o Tempo, o torno inoperante. Michael venceu o tempo.

Guttwein disse...

Exatamente! A pessoa fiscia se foi, mas o seu legado será eterno! E é somente isso que importa! Seu trabalho é e sempre será imortal

Furdunço disse...

mto bacana o post,eu realmente gostei mtoooo!!!

Michael era Michael isso é fato

sucessos e se puder http://furdunconosemaforo.blogspot.com/

Pobre esponja disse...

Fizeram o maior circo no funeral, que, por outro lado, pela vida extravagante q levava, acho q ele até gostaria q fosse assim...

abç
Pobre esponja

Felipe disse...

Michael é eterno e todos sabem disso. Se ele morreu ou não morreu, quem vai saber? Pelo que consta nenhuma pessoa a não ser da família viu o corpo do dito cujo... Né? Michael não morreu! kkkkk O proximo slogan do mundo

http://cerebro-musical.blogspot.com

Buscando parcerias...

TAIS MOREIRA disse...

Morre o homem Michael Jackson e nasce a lenda Michael Jackson.
Eu tb fiz uma homenagem à ele no meu blog, se puder, comente lá, tb, ok?
Eu tb lamento por nunca tê-lo visto ao vivo, era um de meus maiores sonhos!!^^
Com certeza, seu legado será eterno.
Acredito que ele era uma grande criança, pois não teve infância, agia como uma criança, enfim...E, infelizmente, foi alvo de fofocas, acusações (que eu nunca acreditei, pois não acredito que uma pessoa que fazia tanta caridade á tantas crianças pudesse fazer mal à alguma), apenas por ser quem ele era. Mas agora, tudo isso acabou, penso que, finalmente, ele está livre.
Comente no meu blog, tb, ok? É o penúltimo post (sobre o MJ).
Beijos

BRUNO disse...

O problema é que o pessoal não sabe homenagear o suheito enquanto está vivo, e aí fica só falando das merdas que ele fez... Pura encheção de saco! Até santo ele virou agora, mas quem viu no auge de sua carreira sabe que foi o melhor... não é necessário a mídia nos falar isso.

Abraços!

Antonoly disse...

Eu também não tive a chance de ver o Michael ao vivo, fazer o que né?
Um abraço!

O mundo de cada um disse...

Estou meio cansado de ler tanto post em relação MJ, mas ele merece, concordo com tudo que vc escrveu, bela analise.

blog disse...

Sinceramente? Sempre o achei um artista medíocre, cuja fama se deveu, primeiro, aos arranjos de gente competente como Quincy Jones. Depois, porque no pop sempre houve pouca exigência musical.
Era um artista arrebatador, espetacular (no sentido literal), mas, como cantor, deixava a desejar.
Lamentei a morte dele mais pelos fãs.

Valeu

Ipsis

Carina disse...

Cara, você tem que narrar as reportagens do FANTASTICO!

Você mandou muito bem no texto sobre o Michael. Parabéns mesmo, reconheço.

Wander Veroni disse...

Oi, Fábio!

Lindo texto, meu caro. Sou fã da originalidade de Michael Jackson e do swing musical dele. Foi um artista único com uma despedida digna de um chefe de estado.

Abraço,

http://cafecomnoticias.blogspot.com

Camis disse...

Michael é um ícone, sempre será!
Triste é ve-lo pequeno ainda no Jackson Five, e ver no que ele se tornou...

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Fernanda disse...

Como diria Drummond, ficamos sem saber o que era Michael. O que se desprendeu das convenções etárias ou o que se aprisionou pelo horror a elas? O que celebrou alegremente a infância ou o que tentou, frankesteinmente, recriá-la em laboratório? O que venceu o tempo, exibindo um rosto sem pistas de idade, ou o que perdeu o privilégio historiográfico das rugas? O que mergulhou perfeito e fascinado em sua arte ou o que carregou o trauma do perfeccionismo alheio? O triunfo do corpo executando o impossível ou o fracasso do corpo desejando o impossível? Não sei se Michael existiu de se pegar, de se deixar pegar, de se deixar abraçar pelo mundo como se deixou abraçar pela fã da favela. Não sei se o nosso mundo existiu de fato para Michael, ou em Michael -- mas, para nossa sorte, o oposto é uma verdade indiscutivelmente feliz. Michael não tinha real acesso ao mundo que tornava feliz, assim como o pequeno Pan não conseguia pertencer à realidade que o encantava e atemorizava. Ambos só vinham de passagem aqui para o outro lado, far far away from Neverland. Como Peter, Michael caminhou no céu, moonwalking, skywalking -- mas não à custa dos pensamentos felizes que poderiam mantê-lo suspenso, mesmo que em seu mundo particular. Michael caiu cedo demais. Mas é indiscutível que voou. Se as nossas palmas e a nossa crença em fadas não são suficientes para trazê-lo de volta para o nosso lado, talvez o sejam para reacender a luzinha que há muito tinha se apagado em torno de seu nome e sua vida, acidentalmente envenenada pelo medo de nos perder, de se perder. Michael pode ter retornado definitivamente para sua Terra do Nunca, mas é um dos maiores sempres que nossa terra poderá ter em sua história. Invincible -- forever and ever. Quem acreditar nisso, bata palmas.

Angélica disse...

Nossa ! Adorei esse blog..!

Embora naum sou fã de michel, mas adorei!

Adorei a Parte sobre o FILME HAPPY POTTER!

Blog 10!