27 de mar de 2010

Corrida maluca

Outro dia me perguntaram se estava tudo bem por aqui. E eu, quase automático, respondi que sim, que tudo corria bem, que a vida seguia em frente, ligeira, ligeira, e que a gente tentava acompanhá-la. E aí me dei conta do “problema”, se isso for um problema: o tal corria. O mundo tem girado tão rápido que às vezes me deixa suficientemente tonto para não gozar – ou gozar menos do que poderia – a parte do tudo e do bem.
Meu pai fez sessenta anos na última semana; uma (melhor) amiga casou há quinze dias e já está com um filhote na cabeça (só na cabeça, que eu saiba...); outra, dos tempos da escola, deixou o Brasil, fez um pit stop nos States e agora aparece em Israel, casadíssima, grávida e feliz... Todas boas, ótimas notícias, mas que correm tão apressadas quanto os 140 caracteres do Twitter; basta um clique, uma piscadela, e a página da vida é atualizada!...
E eu, do lado de cá, tento resistir. Vou levando a vida com os pés no freio, enquanto a vida se encarrega do acelerador. Leio meus livros com a atenção que cada vírgula merece; faço as vezes do professor careta e chato para meus alunos “moderninhos”, cheios de pressa de deixar a infância; e vivo um namoro romanticamente sossegado, certo de que um roteiro bem escrito só vira bom filme com uma direção sensível e cuidadosa.
Não estou – não estamos – aqui para vencer uma corrida maluca; não estamos aqui nem mesmo para correr. A vida em si já é afobada demais, abarrotada de prazos, cobranças e outros badulaques desnecessários. Vamos com calma, aproveitemos o tudo e o bem nosso de cada dia. Olhemos a paisagem, seus detalhes, curtamos – e não encurtemos – o caminho. O corre-corre, a gente deixa pro Dick Vigarista, que, bem sabemos, não vai ganhar nenhum “grande prêmio”, a não ser as risadinhas do Muttley...

15 comentários:

Francorebel disse...

Estou mais para "maluco na correria"... rs... valeu!

L. Oliver disse...

Sempre adorei o desenho + me recordo se alguma vez o dick vigarista conseguiu ganhar a corrida;;

Nati Palovei disse...

Adorei o blog, penso assim também, aliás estava pensando nisso esse dias. Em como coisas incríveis e terriveis acontecem tão rapido que nem da tempo de comemorar ou aprender alguma coisa.

Leonardo Ribeiro disse...

cara já eu acho que agente fazendo o q quer não importa a velocidade

Danny Reis disse...

eu tbm penso assim.. amei o blog

Gabriel Pozzi disse...

excelente texto, mas vale lembrar que ter uma vida um pouco mais lenta em uma cidade grande (como sp) é quase impossível, infelizmente. Não sei onde mora, mas deve saber do que estou falando...
Concordo com você, eu dou preferência por fazer tudo com calma, mas infelizmente o que é lazer passa rápido por natureza, e quando vemos, estamos nos saturando com o trabalho, com estudos, estamos nos cansando com as obrigações...
É difícil, mas é uma característica desse mundo globalizado mesmo, a instataneidade que nos apressa! ._.

http://songsweetsong.blogspot.com/

Thiago Sampaio disse...

Maravilhoso texto, são blogs como esse que eu gosto de ler.
Uma boa escritura vale muito mais do que piadas prontas sem inteligência.


http://www.surupanganews.blogspot.com/

Macaco Pipi disse...

DA ÉPOCA QUE EU ERA VIRGEM!

Fabiano disse...

mto bom o texto. desacelar nesse mundo atual é mto difícil. cada vez mais o tempo passa a ser importante nas pequenas coisas. perder tempo passou a ser sinônimo de perder dinheiro. infelizmente isso acaba influenciando em toda a vida.

http://blog-do-faibis.blogspot.com/

Larissa Cordeiro disse...

Diante de tantas tarefaS, E de tudo que a sociedade nos cobra é bom ver essas coisas que ao invés de 'play', nos pedem que demos um 'pause'!

David Augusto disse...

Muito legal o texto!!!

Esses dias estava pensando nisso, mas acho que não adianta nada.
A vida vai ter a mesma velocidade! Sessenta minutos por hora =]

Rhaíssa Morais disse...

Do jeito que as coisas vão nos dias de hoje, fica até difícil curtir o tudo e o bom da vida, sempre precisamos dar uma certa apressada pra quem sabe conseguir o que queremos, quem vive no "pause" acaba ficando pra trás...


www.conteudosuspenso.blogspot.com

Pobre esponja disse...

Tem a parte de termos de correr, algo que a modernidade exige; mas há tempo para tudo e nem descansar as pessoas sabem mais.
Quando tentarem bbrecar o excesso poderão acabar derrapando...

abç
Pobre Esponja

Amós Barros Web Designer disse...

Na verdade nós seres humanos é que aceleramos tudo sem se dar conta de nada.Quando vemos já foi feito e não há como voltar, mas as vezes tem que correr pra ver se ganha, nem que seja o 2º,3º,4º...lugar.

Sharisflips disse...

XD muito massa*-* mas tudo é correria hoje em dia.que nem o desenho.