26 de jan de 2009

Blablablá do BBB

O problema não é o programa em si. Quer dizer, é – porque a premissa, a gente sabe, não pode dar em muito boa coisa (desconhecidos reunidos e ociosos fazem o quê? Besteira, lógico). Mas até que a produção da Globo se esforça para tornar tudo mais interessante. Inventa e reinventa obstáculos, torturas, misturas, pegadinhas; edita bem-humoradamente, capricha na trilha sonora e (principalmente) alinhava tudo com as hilárias charges de Maurício Ricardo, perfeito na caricatura e na paródia. Ok, a Globo é ótima de produção. Ruim, mesmo, é o elenco do folhetim. Tem-se a impressão de um aparato de Broadway a serviço de personagens (e roteiro) de novela mexicana. Desperdício total.
Todo mundo que passa pelo Big Brother é muito chato. Provavelmente, na vida real, são pessoas legais, fofas e comedidas. Ou, pelo menos, irritantes em nível normal, sem que os amigos pensem em estrangulamento. É só entrarem na Casa que pronto: lá vem cantilena – a mesma! Paira alguma maldição sobre o famigerado domicílio, que impede os moradores de variarem o comportamento e o discurso. Como em filme de terror japonês, quem passa por ali está condenado a repetir gestos e frases ad nauseam. Há fantasmas de meninas cabeludas que sussurram, pelos corredores, o que deve ser dito. É a explicação mais razoável para o fato de os participantes, que já viram uma caçambada de edições do programa (e já deveriam, portanto, ter aprendido o que enche o saco do espectador), continuarem a insuportável ladainha. Na semana inaugural, paraíso: todos se amam, querem se conhecer, conversam sobre amenidades. Até aí, tudo bem. Após a primeira liderança – e, notadamente, o primeiro paredão –, os fantasmas cabeludos são libertos e atormentam o povo da Casa (e de casa) com DRs sem fim. Sem ter mais o que fazer, os confinados sentam em grupinhos nas poltronas, na piscina, enrolam-se chorosos nos edredons e cochicham, numa seriedade tragicômica, cada um dos eventos da Casa e os respectivos efeitos em suas parcerias. Discordâncias sobre o uso de manjericão ou tomilho no almoço podem gerar catarses inenarráveis.
O que irrita não é simplesmente a fúria emo dos participantes, mas a emice com sentimentos e frases de plástico: “Fulano disse que eu estou jogando” (oh! calúnia! Não é realmente horrendo entrar em uma competição para jogar?), “Não é só pelo dinheiro, estar aqui é uma superação” (claro que não é o dinheiro! É o que ele pode comprar!), “O Brasil está vendo” (saio da Casa para entrar na História!), “As máscaras estão caindo” (Beltrano, quem diria! gosta de manjericão!...), “Vou votar em Sicrano, mas não é nada pessoal: é questão de afinidade mesmo” (não precisa comentar, precisa?). Dá engulhos. Por que pessoas em princípio inteligentes, espertas, mergulham nesse teatrinho Troll em vez de dizerem – serena, objetiva, original, respeitosamente – o óbvio? Não estão elas ali por um prêmio, não precisam votar anyway, não são adversárias pela própria essência do programa? Por que confundem a necessária sensibilidade com uma hipocrisia choramingante? Por que acham que polidez exige discursos políticos, que carinho pede uma cena de Dama das camélias? Por que overatuam, se sabem que a tevê não é palco, se sabem que cada câmera os devassará em busca de contradição?
Pois é: o problema (todo) não é o programa em si. O problema é que ele, talvez, seja muito sofisticado para os competidores. Para a humanidade em geral. Ele é, afinal, uma lupa enorme na vida de sempre: em maior ou menor escala, nem estamos preparados para que gostem de nós gratuitamente, nem conseguimos fazer isso de propósito. Tem de ter muito coração e tutano para ser um bom si-mesmo em voz alta – e ser igualzinho ao cara que se é quando não há ninguém dando nenhuma espiadinha.

51 comentários:

Manúh =* disse...

putz tudo vrdd o,Ó

vc tm razão =3
kkkkk

bjO

grupo gauche disse...

hahahaha gostei muito das suas considerações, é... eu acho que o bbb serve pra sair textos legais hahaha falando bem ou mal deles... um abraço

Elvis disse...

Cara,vc acabou de descrever exatamente um BBB e como são sempre seus participantes...

eu odeio esse programa,na boa,só imbeciliza o povo,sempre a mesma merda,o pessoal fica se passando por humilde,como se não entrassem ali só pela grana...

Rosangela A. Santos disse...

tudo quando é novidade é "é legal", se tem a curiosidade de ver como funciona, mas como vc mesmo falou, os participantes "copiam" fases já usadas por outros moradores.. poxa depois de 9 edições o moradores da casa deveriam ter um pouco mais de criatividade.. esse papo - eu adoro fulano mas vou coloca-lo no paredão .. afffffffff..
Acho que o BBB já deu oq tinha que dar... pois mais que a Globo invente e reinvete estrategias para o programa ficar mais atrativo.. não tem jeito.. pois vemos pessoas com mesmas caracteristicas dos participantes anteriores.. a chata.. o bonitão que todas quer... a bonitona "sapeca" que fica a provocar.. e por ai vai ..
Eu não tenha mais o menor interesse emver o programa ..

Abç.

Rozangela disse...

Eu adoro o BBB e não perco um "capítulo" sequer.A ironia que vc colocou em : "Fulano disse que eu estou jogando" (oh! calúnia! Não é realmente horrendo entrar em uma competição para jogar?)e nas outras frases, foi simplesmente delicioso.
Beijinhos!!
“Fulano disse que eu estou jogando” (oh! calúnia! Não é realmente horrendo entrar em uma competição para jogar?),

Petter disse...

Pô cara eu acho maneiro BBB, é realmente uma droga, um lixo mais a tv em si é assim portanto merda por merda né... Mais o quê você ressaltou no texto é fato realmente, depois de 9 temporadas os participantes continuam usando os mesmos bordões e frases sem sentido que os pioneiros dos BBB'S usavam em suas primeiras temporadas.

É ruim bem ruim, mais é bom (e não me pergunte o porquê).

Adorei o blog, sério.

J C DAVID disse...

concordo em partes, porém a muitoo, muito mesmo, não assisto o programa, qualquer coisa apresetada pelo Pedro Bial já perde a credibilidade, e sobre o programa, ele é caro e por isso mesmo a produção é forte e bem preparada, isso é verdade.

Porém eu assisi a primeira edição, por ser como o amigo disse novidade, não gostei, depois acho que pela terceira ou quarta edição resolvi ver dinovo, e o que vejo, pessoas horas e horas enchugando gelo, ai já é tratar o telespectador como idiota, e claro eu não assisto nem passo perto dessa idiotisse.

30 e poucos anos. disse...

Ótimas reflexões sobre o BBB...programa de maior audiencia da TV aberta brasileira que não leva nada a lugar nenhum

Joker disse...

BBB é mt sem nocao!!!
adorei o texto!!

---------------------------
http://jokers.mimhospeda.com/

Google disse...

o dinheiro que esse programa arrecada é assustador, nem o criança esperança consegue arrecadar tanto dinheiro como assim.

Móó legal disse...

bbb - big bosta brasil.
o grande lixo da tv brasileira!
aêÊêêê!
auehuaHAUEHAuheaUHUahhauhuhAU
--
www.moolegal.wordpress.com

Julio disse...

Já deu o que tinha que dar.
Esse programa ja encheu o saco!!!
Tantos outros que existem em redes fechadas,bem que a Globo poderia proporcionar outros formatos!
Mas esse é o mais lucrativo...e o que menos agrga algum tipo de informação!

amandaedalete disse...

Nossa, na boa, acho o BBB o programa mais sem graça e ridiculo que ja existiu na fase da terra.
Não tem cultura e não influencia nada an vida da pessoa que assitir

Diogo disse...

Concordo com a sua reflexão, programinha besta esse BBB!

Leo disse...

Oi Fábio!

Obrigado pela visita!

Nem tinha percebido o erro rsrsrs. Valeu!

Volte sempre!

Ja adicionei o seu blog no meu!

Abraços!

pendriveblog disse...

Nao sei, mas existe tanta coisa melhor para se assistir do que aquilo... a cada ano que passa, aquilo continua igual, a gente só ve, como voce disse, besteira e besteira naquilo... prefiro mesmo é ler um livro, ou outra coisa...

alias, no programa só entra pessoas que precisam MESMO, só entram, empresarios, jornalistas, modelos,... só gente pobre nao?...srsrrssrrs

xD

kbritovb disse...

ODEIO MTO MTO MTO³³ BBB
parabens pelo blog =D

cat disse...

tá passando agora, acredita? pior q isso, só fumante no ponto d ônibus. Curti as miçangas do blog d vcs!

Thiago Damião disse...

BBB?
USHAISHAUISHUAS
muito bom o texto

Bela disse...

Logo vi pelo seu comentário que você era um pessoa bem crítica! Poxa, o texto humilhou.. A relação do BBB com a vida e com a identidade de cada um foi ótima! E é fato que várias vezes eu ri de seus comentários e lembrando de como é batida todas aquelas frases que praticamente viram um bordão do BBB! E sobre o que comentou no meu blog, é nada me espanta.. ações como essas só nos deixam mais indignadas com as pessoas! Volte sempre viu.. e valeu pelo toque.. tinha acabado de mudar o 'meu perfil' e na vontade de escrever engoli um 'u'(? meio estranho isso mas tudo bem..) hahaha Um beijo!

Fabio disse...

ah, até que eu acho legalzinho...


humor e curiosidades...
www.peroxas.blogspot.com

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

"Dama das camélias", foi ótimo...rs
Enfim... acredito que as pessoas ali dentro, já entram com um "papel" definido pelaprodução. Pois como você mesmo mencionou, todos já assistiram as edições anteriores e sabem que o público não gosta de "panelinhas" e que vai votar naquele que estiver jogando. Apesar de serum jogo,o Brasileiro não gosta de pessoas ambiciosas que assumem que está jogando, isso soa como uma imoralidade.

Diego Moretto disse...

Apenas considero o BBB uma fábrica de notícias para revistas de fofoca, rs.
Ótima pauta sobre.. bj.

garota roller disse...

o ambiente é muito pesado, não gosto de assistir muito...

Felipe disse...

Caracaa... Vc disse tudoo Fernandaa!
Otimoo post... E como vc disse, eh sempre a mesma ladainhaa... Meew! Idaai q taah jogando? Tem q jogaar mesmo poww... ehh um jogo...

www.centralldamusica.blogspot.com

30 e poucos anos. disse...

Opa opa opa...passando para ler os comentários hilários.

Martin disse...

eu parei pra pensar a algum tempo e decidi: Quem sou eu pra saber o que é melhor para a televisão brasileira? Velho! se vc não está gostando, sua arma é o controle remoto (não que eu gosto, mas é assim que eu faço quando não quero ver algo na televisão). MUDE DE CANAL E PRONTO!

Carlos Junior disse...

vc disse tudo

o bbb to mundo critica

+ é bom assisir

Teo disse...

Tudo verdade Fernanda. E daí que ta jogando, é um jogo mesmo!

Você resumiu essa abbaquice em um post, parabéns!

Abração

Teo
http://insidethetech.blogspot.com/

TRΛИSĞRЄSSIVΛS disse...

falou o que eu pensava , até o que eu nem tina observado ainda!
Good Luck!
Blog bom detectado!
*-*

http://transgressivas.blogspot.com/

Deka Silva disse...

Não assisto! Não tenho o que dizer...

Mikael Ferreira disse...

bbb - big bosta brasil.[2]
E esse está se superando. Uma baixaria só.
Acredito que pelo fato da grande massa do publico Brasileiro gostar de coisas ruim o BBB já está na 9º Edição. Espero que um dia as pessoas vejam quanto tempo elas perdem frente a uma Tv assistindo isso.
¬¬'

saga dos martins disse...

Como já disse anteiormente, adoro o BB, todos eles eu assisti e tb A Casa dos Artistas, Troca de Família e No Limite. Curto esse tipinho de programas, não curto novelas de jeitinho nenhum, então o que faço p/ não assistir??? Troco o canal. Mas não sou contra quem goste, apóio e ainda fico pacientemente escutando comentários sobre os personagens. Fazer o quê? Evitar contato, tentar fazer com que não vejam ou me afastar da conversa?? Não mesmo! Gosto não se discute, né?
Beijinhos!!
http://www.cgfilmes.blogspot.com/

Fábio Flora disse...

BBB de Bom, Bonito e Barato. O programa é bom, I mean, é divertido, bem produzido, roteirizado, editado (como disse a Fernanda, com "aparato de Broadway"); é bonito, graças à casa muito bem decorada, às meninas gostosas e aos rapazes sarados (salvo as pelancas na Naiá, nesta nona edição); e é barato, porque o elenco é de ilustres desconhecidos (que aceitam fazer parte da "brincadeira" de graça e até pagariam para entrar nela) e o retorno financeiro para a Globo (em propaganda, mershandising) é garantidamente astronômico.
Há de se destacar ainda duas figuras: Pedro Bial, que apresenta o programa com uma desenvoltura absurda, digna dos nossos melhores animadores de auditório; e Maurício Ricardo, o "pequeno" gênio por trás daquelas charges/paródias hilárias. Adoro eles e, claro, adoro dar aquela espiadinha básica!

LarissT. disse...

resumindo: big brother é uma bosta.

palavras ao vento disse...

todo começo do ano e assimm.so bbb..
e valeu pelas dicas...de portugues..eee..as vezes erro um poco....bjos

Diógenes Daniel disse...

então... a questão é que é uma droga, mas funciona. Afinal, estamos aqui falando do programa...

< Scar Tissue Man > disse...

na verdade eu acho todo mundo la dentro muito normal
sao todos muito certinhos

Bela disse...

Oláa! Estou te indicando para receber o selo 'que blog maneiro' caso queira participar é só ir nesse post http://mundodebela.blogspot.com/2009/01/opa-selo-vista-d.html pegar o selo e seguir as regrinhas! Espero que tenha gostado! Um beijo!

Jude disse...

Putz, nem vejo BBB !
Acho engraçado o povo que realmente DISCUTE isso, na escola no trabalho, no curso...

www.a-setima-efervescencia.blogspot.com

Wander Veroni disse...

Oi, Fernanda!

Mais uma crítica incrivelmente boa no blog. O problema do BBB não é o programa em si, mas a proposta em si que ele se tornou: pessoas sem conteúdo se reunindo em busca de fama. Assisto o BBB, pq acho que no pior das hipóteses, o programa me ensina edição, produção e faz a gente debater relacionamento/comportamento social.

O BBB9 ainda vai dar muito pano pra manga em discussão, sinto isso. Mas, ao mesmo tempo, ele mostra o quanto que a formula já se desgastou. A décima edição, se tiver, precisará vir com uma nova roupagem, uma nova proposta. A idéia do muro até que foi boa. Mas esperava mais criatividade da Globo.

Abraço

Habib Sarquis disse...

O tempo do BBB já era, realmente a idéia de se fazer um programa desse foi mto boa...a primeira edição do Programa que foi ao ar em 2002 foi demais, mas chega uma hora que cansa, ainda mais com participantes que não tem mto conteúdo dentro da casa.

Abraçoss. Ass: Habib Sarquis

30 e poucos anos. disse...

Esse BBB ta rendendo heim? Vários blogs só pra comentar sobre os acontecimentos na casa

Ananda disse...

BBB estraga minha mente, prefiro ler.

:D



http://opniaoinutil.blogspot.com/

Marcus Alencar disse...

Verdade, esse programa acaba a espontaneidade e retira sem que os participantes percebam suas máscaras. Ser diferente, inovar e mostrar algo novo normalmente é o que chama a atenção do público para escolher um vencedor. Lá dentro é apenas um reflexo da realidade do mundo aqui fora, todo mundo se gosta de inicio, mas no final das contas começam as intrigas, grupinhos se forma pela afinidade, interesses e segundas, terceiras e quartas intenções. A vida é assim.

Léo disse...

No Lugar do BBB poderia ter um programa de debate que tratasse de assuntos importantes e necessarios.
Parabens

me visite

http://leozukinho18.blogspot.com/

Rozangela disse...

Como já disse anteriormente, adoro o BBB e fiquei feliz com a liderança do Emanuel.
Ah, se vc tiver um tempinho livre , visite o http://www.babelpontocom.blogspot.com/ tem uma entrevista que a Letícia fez comigo e com meu marido, sobre a CGfilmes.
Beijinhos!!
http://www.babelpontocom.blogspot.com/

João Paulo Santos disse...

Big Besteirol Brasileiro!


Isso prova que a televisão (mídia alienadora) não tem nenhum tipo de preocupação com a população que se prende a TV.

L. J. Nunes disse...

Olá amigo, até o momento li apenas duas postagens, que me agradaram, e confesso que concordo com as duas (Dessa do BBB e sobre a novela CDI). Convido à dar uma passadinha no meu blog, onde há uma postagem também sobre BBB.
Abraços

http://anoiteeumavacapreta.blogspot.com/

Casa do Besouro disse...

Big bosta brasil...
Qual a graça que as pessoas vem nisso?

www.casadobesouro.blogspot.com

LETÍCIA CASTRO disse...

"...aparato de Broadway a serviço de personagens (e roteiro) de novela mexicana. Desperdício total." Aqui, vc resumiu tudo o que eu sinto quando assisto o programa.
Muito bom, Fernanda, parabéns!
Bjs!